Logotipo da Cáetdra Cátedra de Estudos Sefarditas
Alberto Benveniste

Universidade de Lisboa

Cátedra de Estudos Sefarditas
Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa
Alameda da Universidade
1600-214 Lisboa
Telef. +351 21 792 00 00 (ext. 317)
cesab@letras.ulisboa.pt

Estrutura

Directora

Maria de Fátima Reis

Comissão Científica

António Andrade

João Cosme

José da Silva Horta

Maria de Fátima Reis

António Borges Coelho

A. A. Marques de Almeida †

Corpo de Investigação

+ Alice Tavares

Licenciada em História e Mestre em História Regional e Local pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa com a dissertação subordinada ao título: "Vivências quotidianas da população urbana medieval: o testemunho dos Costumes e Foros da Guarda, Santarém, Évora e Beja". É doutoranda em História, especialidade em História Medieval na Universidade de Lisboa.
Investigadora da Cátedra de Estudos Sefarditas "Alberto Benveniste", colaborou no projeto de investigação Dicionário Histórico de Sefarditas Portugueses - Corpo prosopográfico de mercadores e gente de trato e, actual coletora de documentação medieval para o Centro de Documentação. Entre as suas publicações mais recentes contam-se trabalhos sobre os modos de vida das populações medievas, com base nos costumes e foros - regulamentos municipais de caráter consuetudinário e local – e os judeus sefarditas na Idade Média.

+ Ana Catarina Graça

Foto de  Ana Catarina GraçaLicenciada em História e Mestre em Arte, Património e Restauro pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa com o tema “O Livro na pintura portuguesa durante o Renascimento”, tendo sido orientada pelo Prof. Doutor Vítor Serrão (Artis-FLUL) e pelo Prof. Doutor Diogo Ramada Curto (FCSH-UNL).


+ Angelo Adriano Faria de Assis

Foto de  Angelo Adriano Faria de AssisGraduação (Licenciatura e Bacharelado)(1995), mestrado(1998) e doutorado (2004) em História pela Universidade Federal Fluminense (Rio de Janeiro, BRASIL), e pós-doutorado pela Cátedra de Estudos Sefarditas "Alberto Benveniste" (2011). Professor da Universidade Federal de Viçosa (Minas Gerais, BRASIL), onde atua na Graduação em História e como Professor Permanente no Mestrado em Letras e no Mestrado em Patrimônio Cultural, Paisagens e Cultura. Desenvolve pesquisas com ênfase em História do Brasil Colônia, atuando principalmente nos seguintes temas: Inquisição no Brasil, Inquisição, criptojudaísmo, cristãos-novos e ensino de história. Tem publicações no Brasil, Portugal e outros países sobre as temáticas acima.

+ Carla da Costa Vieira

Licenciada em História, Mestre em História dos Descobrimentos e Expansão pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e Doutora em História Moderna pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas de Universidade Nova de Lisboa, com a tese "Uma amarra ao mar e outra à terra. Cristãos-novos no Algarve (1558-1650)".
Investigadora da Cátedra de Estudos Sefarditas “Alberto Benveniste”, colaborou no projecto de investigação Dicionário Histórico de Sefarditas Portugueses – Corpo prosopográfico de mercadores e gente de trato. Foi bolseira de investigação científica no projecto Italianos Estantes em Portugal (séculos XIV a XVIII). Colabora no projecto Dicionário Histórico dos Sefarditas Portugueses - Homens de Cultura e Ciência.



+ Carlos Manuel Valentim

Foto de  Carlos Manuel ValentimOficial Superior da Armada. Chefia o Arquivo Intermédio, o Gabinete de Apoio aos Arquivos e o Gabinete de Digitalização e Microfilmagem do Correntes do Centro de Documentação, Informação e Arquivo Central da Marinha. É Mestre em História Moderna pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, com um estudo sobre uma família de cristãos-novos do Entre Douro e Minho do século XVI. Tem uma Pós-Graduação em História, Defesa e Relações Internacionais, pelo ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa. Foi Professor e diretor da Biblioteca da Escola Naval, de 2006 a 2011. Integrou a Comissão de Redação dos Anais do Clube Militar Naval entre 2003-2009. É Investigador Associado do Centro de Investigação Naval da Escola Naval/Marinha e do Centro de Estudos de História Contemporânea Portuguesa do ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa. É igualmente Membro Efetivo da Academia de Marinha, Sócio Efetivo da Sociedade de Geografia e Sócio da Associação Portuguesa de História Económica e Social. Foi galardoado com sete prémios, salientando-se o “Prémio Almirante Pereira Crespo” - melhor conjunto de artigos publicados na Revista da Armada em 2003; e o “Prémio Augusto Osório” - melhor artigo publicado nos Anais do Clube Militar Naval em 2004.

Débora Valente Ferreira (Bolseira de Iniciação Científica)

+ Florbela Veiga Frade (Actualmente, bolseira de Pós-doutoramento)

Florbela Veiga Frade, licenciada em História, mestre em História dos Descobrimentos e Expansão Portuguesa e doutora em História Moderna pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa com a tese intitulada As Relações Económicas e Sociais das Comunidades Sefarditas. Participou como investigadora desde 2002 no projecto de investigação coordenado por A. Marques de Almeida, Dicionário Histórico dos Sefarditas Portugueses.
Investigadora de pós-doutoramento na Faculdade de Letras e Relações Internacionais da Universidade do Porto sob orientação de Elvira de Azevedo Mea.

+ James Nelson Novoa

Foto de  James Nelson NovoaLicenciado em Filosofia (1997) pela Universidade de Valência, é doutorado em Língua e Literatura Espanhola pela mesma universidade. O seu trabalho final teve como título: Los Diálogos de Amor de León Hebreo como texto sefardí y como texto Renacentista.
Entre 2000 e 2003 trabalhou na elaboração de um estudo com o qual obteve o grau de doutor sob a orientação do Professor Julio Alonso Asenjo da universidade de Valencia em parceiria com o Doutor Michele Luzzati da Universidade de Pisa, Itália. A dissertação apresentada em Julho de 2003 teve por título: Los Diálogos de Amor de León Hebreo en el marco sociocultural sefardí en el siglo XVI que foi publicada pela CESAB no 2006.
De Outubro de 2004 a Julho de 2005 recebeu uma bolsa de investigação da Fundação Calouste Gulbenkian para um projecto de investigação intitulado "As bases da nação judaica portuguesa em Livorno, Veneza e no Médio Oriente".
E o autor de numerosos artigos em revistas internacionais.

+ João Castela Oliveira (Bolseiro FCT do Projeto "Iluminura Hebraica em Portugal durante o Século XV")

Foto de  João Castela OliveiraLicenciado em História com Pós-graduação em História Medieval pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e Mestre em Ciências da Documentação e Informação pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Foi bolseiro FCT no âmbito do Projecto "Iluminura Hebraica em Portugal durante o Século XV", numa parceria entre a Cátedra de Estudos Sefarditas «Alberto Benveniste» e o Instituto de História da Arte, da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.





+ Maria Fernanda Guimarães

Foto de  Maria Fernanda GuimarãesColaboradora da Cátedra de Estudos Sefarditas Alberto Benveniste desde as suas primeiras actividades, tendo contribuído para o Dicionário Histórico dos Sefarditas Portugueses - Mercadores e Homens de Trato. Participou no quinzenário Terra Quente, no qual foi responsável pela página “Entre o Cristianismo e o Judaísmo”(1999-2013).
Co-autora, com A. J. Andrade, de várias obras, entre as quais: A Tormenta dos Mogadouro na Inquisição de Lisboa, Jacob de Castro Sarmento, Carção - A Capital do Marranismo e Os Isidro – A epopeia de uma família de cristãos-novos de Torre de Moncorvo.
Desempenha actualmente as funções de assessora, na área de investigação, do arquitecto Richard George Henriquez, residente  em Vancouver.

+ Paulo Mendes Pinto

Foto de  Paulo Mendes PintoCoordenador da área de Ciência das Religiões na Un. Lusófona, onde é o responsável pelo projecto REC-XXI – Religiões, Educação e Cidadania (desde 2018) e onde dirigiu o Mestrado (2007-2011) e a Licenciatura e Ciência das Religiões (2007-2017).

É Embaixador do Parlamento Mundial das Religiões (2015-18) e fundador da European Academy for Religions (2017).

Dedica parte dos seus trabalhos a questões relacionadas com a relação entre o Estado e as religiões. Coordenou o seminário «República e Religiões», que se realizou no Museu da Presidência da República em 2005, e foi o coordenador científico do projecto «Religiões: História – Textos – Tradições», sediado na Re-Ligare (Unidade de Missão para o Diálogo com as Religiões), da Presidência do Conselho de Ministros, em 2006. Foi o responsável pelo Inquérito à Cultura Religiosa em Portugal, apoiado pela Fundação Calouste Gulbenkian (2013). Coordenou, em 2017, o projecto «Roteiro do Diálogo Inter-religioso», apoiado pela Secretaria de Estado para a Cidadania e a Igualdade.

Em 2016 foi convidado pelo State Department, Office for International Religious Freedom (Washington, 10-2016), aquando do 23rd Annual International Law and Religion Symposium, "Religious Rights in a Pluralistic World", da J. Reuben Clark Law School do International Center for Law and Religion Studies (Brigham Young University) em Provo, em que foi orador.

Coordenou a primeira fase da participação portuguesa no projecto «EUREL – Données sociologiques et juridiques sur la religion en Europe», da Un. Robert Schuman e do CNRS. Participou, também, no projecto do British Council «Our Shared Europe».

No campo das relações com o Islão, dirigiu o Instituto Al-Muhaidib de Estudos Islâmicos (2014 - 2016), tendo sido co-fundador do Clube de Filosofia Al-Mu’tamid, criado entre a Un. Lusófona e a Comunidade Islâmica de Lisboa (2014). Lançou o projecto «Base de Dados de Património Islâmico em Portugal», hoje com quase 1000 registos. Com a Fundação islâmica de Palmela, criou a «Formação Avançada para Lideranças Islâmicas», dirigida a Imames a actuar na Europa. Co-coordena, ainda, a Pós-Graduação em «Islão e Segurança».

No campo dos Estudos Judaicos/Sefarditas é, desde Abril de 2018, membro da comissão executiva da Rede de Judiarias de Portugal. Foi o comissário da exposição «Heranças e vivências judaicas em Portugal», na Torre do Tombo (Março e Abril de 2017), com versão em inglês em Oslo, no HL-SENTERET, "The Jewish Experiences and Legacies in Portugal" (30. mars 2017 - 1. apr. 2018). Foi o responsável pelo projecto de catalogação dos manuscritos portugueses da Biblioteca Ets-Haim / Montesinos da Sinagoga Portuguesa de Amesterdão, apoiado pela Fundação Calouste Gulbenkian (2013-14). Coordenou os projectos FCT «Dicionário dos Italianos Estantes em Portugal» e «Dicionário Histórico dos Sefarditas Portugueses. Mercadores e gente de trato». Participou nos projectos «Isolados lingüísticos e religiosos no nordeste de Portugal: aportes da Genética e da Demografia» do IPATIMUP, da Un. do Porto, e «Iluminura Hebraica medieval em Portugal» do Inst. de História da Arte da Un. de Lisboa.

Participou também nos projectos FCT «Dicionário Histórico das Ordens e Congregações Religiosas em Portugal», onde coordenou a equipa encarregue das Ordens Religiosas Masculinas.
Foi um dos coordenadores dos volumes Evangelhos – Comentados (2005, 2006 e 2007), que reuniu mais de 150 altas individualidades nacionais e lusófonas em torno de comentários a trechos do Novo Testamento, reunindo colaboradores de quase todos os horizontes religiosos presentes e Portugal.

Dirige as entrevistas «Conversas em Religião» onde regularmente se entrevistam importantes personalidades religiosas.

Colaborador regular do jornal Público e membro da «Bolsa de Especialistas» da Visão, é autor ou coordenador de cerca de três dezenas de livros no campo do estudo do Fenómeno Religioso, bem como de mais de uma centena de artigos em revistas especializadas.

Pertence aos corpos editoriais e de revisão científica de cerca de duas dezenas revistas internacionais no campo da Ciência das Religiões e dos Estudos Judaicos.

Foi o responsável editorial pela revista científica Cadernos de Estudos Sefarditas (2001-2013). É director da Revista Lusófona de Ciência das Religiões.

É Membro do Conselho Consultivo da Associação de Professores de História; Embaixador do Plano Nacional para a Ética no Desporto, Sócio-Correspondente da Federação das Academias de História Militar Terrestre do Brasil; É “Reach Alliance Advocate” da “Reach Alliance Global Network”, membro da RAN - Radicalisation Awareness Network da Comissão Europeia.

Recebeu a Medalha de Ouro de Mérito Académico da Un. Lusófona em 2013. Pertence à comissão coordenadora do Conselho Superior Académico do Grupo Lusófona, e é Assessor da Administração da Cofac, entidade instituidora da Un. Lusófona.

+ Sérgio Valente

Mestrando de Ciências da Documentação e Informação

+ Susana Bastos Mateus (Bolseira FCT para estudos de Doutoramento)

Foto de  Susana Bastos MateusLicenciada em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (2001), é, actualmente, bolseira de Doutoramento da FCT com o projecto de dissertação: "A comunidade sefardita de Lisboa (1480 - 1548)". Investigadora da Cátedra de Estudos Sefarditas «Alberto Benveniste, foi bolseira do projecto de investigação Dicionário Histórico dos Sefarditas Portugueses - Corpo prosopográfico de mercadores e gente de trato entre Março de 2003 e Abril de 2005. Foi também bolseira de investigação científica no projecto Dicionário Histórico dos Sefarditas Portugueses - Corpo prosopográfico de homens de cultura e de ciência.

Comissão de Acompanhamento

Francisco Contente Domingues

Serge Marcos de Benveniste

Monique Marcos de Benveniste

 

 
© 2006-2018 Cátedra de Estudos Sefarditas "Alberto Benveniste"       Última actualização: 1.nov.2018       Desenvolvimento: VitralDigital         HTML 4.01   CSS   WAI AA